Tags

, ,

//

Hoje marca o dia em que Marty McFly e Doc Brown chegam ao futuro, no clássico do cinema “De volta para o Futuro II”. O filme fez diversas previsões de como seria 2015, apresentando várias tecnologias que se tornariam realidade. A Rocket Fuel analisou quatro promessas que se concretizaram e quatro que ficaram faltando no longa. Confira:

Tecnologia que se veste

Algo que o filme faz questão de destacar é o uso da chamada wearable tech, que vai desde óculos a roupas high tech, como a jaqueta falante de Marty e o chapéu policial que exibe mensagens. Hoje, os profissionais de marketing já estão observando como smart watches e smart clothing, além do Microsoft’s Hololens, Oculus Rift e Google Glass, podem impactar futuras campanhas, já que eles se tornarão um novo meio de alcançar os consumidores.

A realidade aumentada é algo que os profissionais da área não podem ignorar e deve ser aproveitada para o maior engajamento do cliente, especialmente com o uso da tecnologia móvel e dos wearables. Algumas marcas já estão em busca de incorporar esta tendência, no qual smartphones e tablets podem ser apontados para superfícies que, em seguida, dão vida às campanhas. O próximo passo será permitir que o cliente faça compras por meio de uma experiência de realidade aumentada.

Publicidade interativa

Outro episódio marcante é quando Marty passa pelo outdoor do filme “Jaws 19”, no qual um tubarão holográfico surge e vai em sua direção. Hoje, existem outdoors em 3D, e a M&C Saatchi, Clear Channel e Posterscope lançaram recentemente a primeira mídia OOH com inteligência artificial que reage à proximidade das pessoas. Bem como os dispositivos, os profissionais de marketing precisam envolver o público por esses meios também, quer seja por TV, relógio inteligente, outdoor ou até mesmo uma geladeira. Cada tela é uma oportunidade para transcender experiências digitais e reais para os consumidores.

Telas sensíveis ao toque

Da mesma forma, o filme mostrou o uso de touchscreens e tablets, entretanto perdeu a oportunidade de mostrá-los mais e, muitas vezes, usou jornais para manter Marty atualizado sobre os perigos iminentes. As pessoas agora contam com vários dispositivos inteligentes, e o futuro está em saber aproveitar os insights em tempo real e a interação personalizada cross-device por meio de várias plataformas com estratégias de marketing inovadoras.

Robótica

O campo da robótica continua a emplacar manchetes de jornais na medida que novas descobertas surgem. As referências no filme incluem drones que pertencem às estações de notícias, latas móveis de lixo de alta tecnologia que seguem pedestres e um robô mecânico que abastece carros que flutuam no ar. Hoje, a robótica está avançando em todas as indústrias, incluindo a do marketing. Ao integrar plataformas baseadas em inteligência artificial dentro de sua estratégia de mercado, a aprendizagem de máquina pode trazer o máximo de conhecimento possível sobre o comportamento dos clientes a qualquer momento, em qualquer dispositivo.

O que está faltando?

Smartphones

Apesar da presença dos óculos inteligentes no filme, uma das maiores coisas que faltam são os smartphones, no qual hoje em dia a maioria das pessoas não pode viver sem. O aumento contínuo do celular não pode ser ignorado, e investir em mais conhecimento sobre como os usuários utilizam os multidispositivos será algo inestimável para os profissionais de marketing.

Mídia social

Outro elemento que faz parte da rotina da população é a mídia social. Não se vê Marty e Doc tirando e postando selfies, ou atualizando seus status. As mídias sociais significam que o marketing não é mais apenas um canal unidirecional, pois as marcas agora podem conversar diretamente com seu público, embora também exista o desafio de não saber exatamente onde irá capturar a atenção de alguém. Por exemplo, durante um intervalo comercial na TV, os consumidores podem estar assistindo, mas também podem estar no Facebook, Twitter ou postando nos blogs sobre o que acabaram de ver. Mas os profissionais de marketing precisam entender as oportunidades que isso também apresenta e trabalhar com a inteligência artificial (IA) conduzindo campanhas de marketing que aprendem com o comportamento do indivíduo online e offline.

Inteligência Artificial

Embora o filme tenha apresentado um pouco de IA dentro do campo da robótica, ele não tocou nas outras capacidades que a tecnologia agora nos traz. Devido a sua falta de dispositivos inteligentes pessoais e móveis, acabou perdendo a capacidade de influenciar as pessoas em vários pontos do dia. Cada dispositivo, aplicativo, rede social e publisher apresenta uma outra oportunidade de marketing, e com esses novos canais vem a capacidade de coletar dados sobre o consumidor individual, volumes de tráfego, interações e uma variedade de KPIs de desempenho

Então, a máquina pode em seguida agrupar automaticamente essas informações para criar perfis de usuário, que tem o potencial de mudar fundamentalmente a maneira de como o mercado de negócios, produtos e serviços agem. Como a tecnologia de IA continua em evolução, a mensagem será entregue para a pessoa e canal corretos, no momento mais oportuno e em tempo real.

E a internet?

Vale destacar que a World Wide Web foi inventada no mesmo ano em que o filme foi lançado e o termo “e-mail” ainda não existia, mas é uma pena não ver qualquer menção à internet no longa, apesar de mostrar tablet e vídeo-chamada pela TV. Imagine um mundo sem a facilidade de comunicação que temos hoje, e pense o quão longe os criadores deste sucesso poderiam ter ido com o Google Maps, 5G e a ajuda de Siri. Ao aproveitar todos os canais de comunicação disponíveis para se engajar com o público, os comerciantes têm uma grande variedade de opções para alcançar seu público-alvo.

“Com 26 anos à frente do tempo, é incrível como muitas das tendências tecnológicas do De volta para o futuro tem acertado nas previsões. Nós ainda não podemos ter carros que voam e também não utilizamos aparelhos de fax, mas elementos de personalização, cross-device e publicidade interativa estavam lá. Os avanços tecnológicos estão surgindo tão rápido, que fica difícil prever quais tecnologias teremos que nos adaptar daqui a 30 anos ou mais. Os ensinamentos do filme De volta para o futuro nos mostra que devemos continuar sendo inovadores, não ter medo de tentar coisas novas, e constantemente nos adaptar a uma variedade de novos dispositivos e pontos de contato com o consumidor. A plataforma inteligente de compra de mídia da Rocket Fuel traz uma série de conhecimento sobre a interação do consumidor com as marcas, e se torna uma ferramenta inestimável para evoluir com o mercado de marketing que está em constante mudança”, diz Dominic Trigg, SVP, Managing Director Europa na Rocket Fuel.

Redação Adnews – 21/10/2015

http://www.adnews.com.br/publicidade/de-volta-para-o-futuro-e-as-ferramentas-de-marketing

Anúncios