Tags

, , ,

dsa

Nesta terça e quarta-feira (08 e 09), a Uber realiza o 2º Encontro Anual da Uber Elevate em Los Angeles. O evento reúne fabricantes de veículos, reguladores, investidores, fornecedores de tecnologia, formuladores de políticas federais e locais para explorar o futuro da aviação urbana. A gigante de transportes aproveitou o momento para mostrar ao noticiário dos EUA seu primeiro protótipo de táxi aéreo. O Uber Air trata-se de um plano para lançar uma frota de táxis autônomos em dois anos.

O “CBS This Morning” foi o primeiro a ver os modelos de design que estão em exibição na Uber Elevate Summit e as próximas informações foram dadas ao portal.”Acreditamos que as cidades serão mais verticais em termos de transporte e queremos tornar isso uma realidade”, disse Dara Khosrowshahi à Bianna Golodryga, da CBS News. O CEO da Uber disse que o novo modelo de táxi aéreo mostra a visão da empresa para o futuro do transporte. É um mundo em que os passageiros solicitam um Uber Air em seu telefone e, em seguida, vão para os helipontos, onde a aeronave decola.

“Queremos criar a rede em torno desses veículos para que pessoas comuns possam usar os táxis aéreos quando quiserem evitar o tráfego a preços acessíveis”, disse Khosrowshahi. O diretor de produtos da Uber, Jeff Holden, disse que o programa deve ser “amigo da comunidade”. De acordo com Holden o projeto ainda está na fase de design e explicou que a tecnologia funciona de forma semelhante a um helicóptero, mas a aeronave terá pequenas hélices e funcionará com eletricidade. Como resultado ela será mais silenciosa, eficiente e acessível.

Embora, inicialmente pilotados, o projeto de táxis voadores tem objetivo de torna-los autônomos. A Uber também disse que, para o programa se tornar lucrativo, precisará ir além de um nicho de mercado. “Um dos princípios fundamentais desta tecnologia é que tenhamos quatro pilotos em cada veículo. Então, essencialmente, o custo por corrida diminui”, disse ele. “A combinação de mercado de massa e compartilhamento, que é realmente “do que se trata” a Uber, pode trazer isso para as massas, pode torná-lo acessível para pessoas normais.”

A Uber planeja ter demonstrações de voos da Uber Air em 2020. A empresa também se associou à Nasa para desenvolver tecnologia para controlar o tráfego aéreo e evitar acidentes. As duas primeiras cidades a disponibilizarem o serviço serão Dallas e Los Angeles.

http://adnews.com.br/tecnologia/uber-se-associa-nasa-em-seu-novo-projeto-uber-air.html

Anúncios