Tags

, , , ,

Estreou na sexta-feira, 17 de março, no Teatro Bradesco, em São Paulo, o espetáculo musical Priscilla, a Rainha do Deserto. Inspirado no filme homônimo de 1994, estrelado por Hugo Weaving, Guy Pearce e Terence Stamp, a peça conta a história de três drag queens que viajam pelo deserto da Austrália em um ônibus, batizado de Priscilla.

A produção estreou em Sidney, na Austrália, e já passou por Melbourne, Auckland, Toronto, Londres e Milão. Agora, desembarca no Brasil simultaneamente a sua exibição na Broadway, em Nova York, e chega com números de superprodução: 27 atores e 23 toneladas de cenário – 8 delas apenas para o ônibus que decora o palco. O figurino da produção também impressiona, composto por aproximadamente 500 roupas e adereços de cabeça. Criadas originalmente por Tim Chappel e Lizzy Gardiner, dupla vencedora do Oscar de Melhor Figurino pelo filme que inspira a peça, as fantasias contam com cerca de 100 mil cristais Swarovski e incontáveis penas de avestruz.

“Temos roupas feitas em Sidney, oito designers em Londres, um shopping no Canadá e quatro lojas em Nova York que contribuíram para o figurino, além de uma equipe aqui no Brasil e outros membros na Argentina”, contou ao MODASPOT o assistente de figurino Brian Bustos. Nova-iorquino, ele está no país há cerca de quatro semanas especialmente para adaptar e supervisionar o figurino da produção brasileira. Todas as peças são cópias dos itens usados na Broadway e demoraram cerca de seis meses para ficarem prontas.

Mudança de sexo

Transformar homens em mulheres pode parecer difícil, mas Bustos diz que já se tornou uma tarefa fácil. “Fazer o rosto parecer feminino é a parte mais difícil do trabalho e o corpo é simples de modelar”, disse. “Basta adicionar peito e bunda”, completou, aos risos. “A maquiagem também é feita de forma bastante específica para que as expressões do rosto fiquem ainda mais intensas”, conta. A equipe de maquiagem é composta por um designer e oito maquiadores e cabeleireiros.

O número de fantasias que integra o figurino também evidencia o alto número de trocas de roupas realizadas durante o espetáculo. “Dois personagens fazem 21 trocas, número máximo durante a peça”, conta Bustos. O musical fica em cartaz no Brasil até o mês de julho, depois, o figurino pode viajar para outros países da América do Sul, que também podem sediar apresentações do espetáculo. Confira na galeria abaixo algumas imagens do figurino e dos bastidores da peça:

Fotos dos personagens já vestidos orientam a equipe nos bastidores.

Atores ensaiam juntos a trilha do espetáculo.

http://modaspot.abril.com.br/cultura-fashion/confira-detalhes-do-figurino-da-peca-priscilla-a-rainha-do-deserto

Anúncios