Tags

, , , ,

Principal herdeiro da Semana de Arte Moderna de 1922, o Museu de Arte Contemporânea da USP realiza a partir desta quinta-feira uma exposição que procura mostrar que, durante aquele período, não houve apenas um modernismo no Brasil, mas, sim, várias vertentes com demandas artísticas e estéticas distintas.

Denominada Modernismos no Brasil, a mostra reúne nada menos do que
150 obras que compõem a coleção de arte brasileira do MAC. Elas serão
apresentadas ao lado de peças internacionais que também fazem parte do acervo do museu, de nomes como Paul Klee, Pablo Picasso, Wassily Kandinsky, Henri Matisse e Marc Chagall, entre outros. O objetivo é explicar, pelo diálogo com a produção estrangeira, a complexidade da arte produzida no Brasil durante as primeiras décadas do século 20.

Entre as dezenas de artistas brasileiros incluídos na exposição, estão Anita
Malfatti, Tarsila do Amaral, Flávio de Carvalho, Di Cavalcanti, Iberê Camargo,
Tomie Ohtake, Victor Brecheret, Alfredo Volpi, Lygia Clark e Lasar Segall. Além
de tudo isso, a mostra é uma belíssima oportunidade para se conhecer o novo
espaço do MAC, agora localizado ao lado do Parque Ibirapuera. (FABIO DE
PAULA)

O Enigma de um Dia, de Giorgio de Chirico, 1914, óleo sobre tela (Imagem: divulgação MAC USP)

Modernismos no Brasil
Local: MAC USP Ibirapuera
Endereço: Pavilhão Ciccillo Matarazzo, 3º piso – Prédio da Bienal
– Parque Ibirapuera – São Paulo
Data: de 6 de outubro de 2011 a 29 de janeiro de 2012
Horário: de terça a domingo, das 10h às 18h
Entrada franca

http://casavogue.globo.com/lazer-cultura/mac-usp-reve-arte-moderna-brasileira

Anúncios